terça-feira, 21 de abril de 2015

Consciência e Inconfidência

Grito do Ipiranga
Inconfidência: palavra que significa falta de fé, infidelidade, principalmente em relação ao Estado ou soberano.
Dia 21 de Abril, data comemorativa a Tiradentes, um dos líderes da inconfidência mineira. Em 21 de Abril de 1792, Tiradentes foi enforcado sob a acusação de traição à coroa Portuguesa. Líder de um movimento que lutava pela justiça ao povo e a sua pátria, sonhava com a independência da nação, mas foi condenado à morte, acusado de traição, a partir de um ato de traição de um “companheiro” de luta, que pelo perdão de uma dívida com a coroa Portuguesa, traiu o movimento.
Hoje, apesar da independência, se não temos mais a coroa para usurpar nossa riqueza, temos instalada no Estado brasileiro uma organização política que é de fazer inveja a qualquer um dos grandes mafiosos da história. A organização tem seus tentáculos espalhados por todas as esferas tanto do poder público quanto na iniciativa privada. A crise moral e ética no país é algo avassalador, da qual a maior parte da população, apesar da indignação com o que está acontecendo, ainda não se deu conta. As manifestações e protestos são importantes para que essa organização política usurpadora do Estado que se instalou perceba que a população está insatisfeita, mas é preciso mais do que isto. Precisamos inserir valores éticos e morais em todas ações, precisamos ensinar isto aos nossos jovens. Impeachment e até mesmo a substituição de todos os políticos do país não resolverão problema algum, pois sem o pensamento e atitude ético e moral, logo teremos uma nova safra do mesmo. Acredito que hoje caiba a todos os cidadãos um momento de reflexão sobre “o jeitinho brasileiro”, sobre a prioridade do eu sobre o nós”, sobre o “isto não me afeta”, sobre o “deixe que os outros façam” e tantos outros conceitos que muitos de nós temos em nossos atos, às vezes sem que percebamos. Cada um de nós tem a sua parcela de culpa da situação a que chegamos, pois como diz aquela frase célebre “não basta não errar, é preciso acertar”. Ou seja, não há mais espaço para a omissão.
Diferente dos mafiosos, nessa organização criminosa que permeia nossa sociedade, seja com envolvimento de pessoas que representam o poder público ou de pessoas da iniciativa privada, não há honra nem na própria prática do crime. Isto mostra ainda mais o “afrouxamento” moral, independente dos valores cultivados. Vemos diariamente traidores traindo traidores. Precisamos de uma sociedade em que homens de valores sejam encontrados em cada esquina, onde os atos das pessoas sejam automaticamente orientados pela moral e pela ética.
Quem sabe não começamos por ensinar isto ao nossos filhos, aos nossos jovens e até mesmo aos nossos amigos?
Através de nossos atos e nossos valores é que influenciamos o exercício do poder.
 
Enfim...coisas que passam...que compartilho com vocês.
 
Frase pulsante da semana: "Chamamos de Ética o conjunto de coisas que fazemos quando todos estão olhando. O conjunto de coisas que as pessoas fazem quando ninguém está olhando chamamos de Caráter. " (Oscar Wilde)
 
Até a próxima semana!

2 comentários:

  1. Pois é meu amigo Rafael a palavra atitude tem de sais dos dicionários e somente assim podemos reconstruir uma nação tão viciada na troca desde que Cabral aportou por aqui. O problema e nem solução é troca de siglas pois são todas iguais. Precisamos de pessoas decentes com atitudes.
    Liberdade, igualdade e fraternidade tem que ser a meta.
    Um abração.

    ResponderExcluir
  2. Toninho,
    Tenho a esperança de que alguma dia tudo isto mudará, pode levar tempo, mas algum dia não haverá outra atitude aceitável.
    Abraço e obrigado pela visita!

    ResponderExcluir